Terça, 28 de Setembro de 2021
22°

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

Galeria de fotos 37 fotos

As imagens de Chernobyl parada no tempo a 35 anos

26/04/2021 às 15h39
Por: Redação
Compartilhe:

O acidente nuclear de Chernobyl aconteceu há 35 anos e tudo o que restou após a explosão e incêndios ficou congelado no tempo. A cidade fantasma ambiciona agora a classificação como património mundial da UNESCO.

Na manhã de 26 de abril de 1986, um reator da central nuclear de Chernobyl na Ucrânia entrou em fusão e explodiu, causando o pior desastre nuclear da História.

A evacuação de Pripyat e arredores só foi ordenada 36 horas após o acidente. Cerca de 50 mil pessoas foram retiradas de Pripyat, incluindo 17 mil crianças, e transportadas em centenas de autocarros para uma zona segura. Na altura foi-lhes dito que a evacuação duraria apenas três dias, mas a maioria nunca mais voltou a casa.

Nas semanas e meses a seguir, mais 67 mil pessoas foram levadas das áreas contaminadas. No total, estima-se que cerca de 200 mil pessoas tenham sido deslocadas.

Foi determinada uma zona de exclusão de 2.600 km2.

O sarcófago de betão que envolveu o reator 4 Chernobyl num primeiro momento foi construído à pressa como uma solução temporária, mas só 25 anos depois foi substituído por uma construção de aço mais resistente, projetada para durar 100 anos. Apesar disso, ainda há um aceso debate sobre a sua eficácia e o seu futuro.

O abrigo permite a desmontagem da estrutura de cimento e o tratamento do combustível radioativo e do reator danificado.

A central nuclear de Chernobyl só foi definitivamente encerrada em dezembro de 2000, 14 anos após o acidente.

UMA CIDADE FANTASMA QUE AMBICIONA A CLASSIFICAÇÃO DA UNESCO

 

A Ucrânia iniciou entretanto o processo para eventualmente solicitar a classificação como património mundial da UNESCO da central nuclear desativada, dos terrenos baldios, dos escombros e dos prédios abandonados, na esperança de que tal atribuição signifique mais financiamento e mais turistas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias