Portal Alto Piquiri
Dengue
Portal Alto Piquiri
Tíade Corretorra
Coronavirus
El Mate
ACCEL CELULARES
Decoração
Sumup
Dengue
Safra 2020/2021

Safra de verão 20/21 do Paraná deve chegar a 24,3 milhões de toneladas de grãos

As principais culturas plantadas no estado seguem sendo a soja e o milho, equivalentes a 98% de todos os grãos semeados no Paraná.

Agronegócio

AgronegócioNoticias agrícolas do Brasil e do mundo.

29/08/2020 04h14Atualizado há 4 semanas
Por: Redação
Fonte: Paraná Portal
101
Cleverson Beje/FAEP/Arquivo ANPr
Cleverson Beje/FAEP/Arquivo ANPr

A primeira avaliação da safra de verão 2020/2021 no Paraná apresenta expectativa de colheira de 24,3 milhões de toneladas de grãos em uma área plantada de seis milhões de hectares.

 

Essa previsão foi divulgada nesta sexta-feira (28) pelo Deral (Departamento de Economia Rural), vinculado a Seab (Secretaria da Agricultura e Abastecimento).

 

Essa previsão aponta redução de 2% na colheita registrada no ciclo 2019/2020, quando foram registrados 24,7 milhões de toneladas, mesmo com 65 mil hectares a mais na área destinada ao cultivo.

“Os produtores estão colhendo a safra 19/20 com um ambiente econômico razoável para os preços, estimulando-os a vender antecipadamente, como no caso da soja e milho. Esses grãos estão com preço em patamar elevado que cobre qualquer custo de produção”, avaliou o secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara.

 

O Deral justifica essa queda pela alta produtividade registrada no ciclo passado, mesmo com a estiagem sofrida no estado desde setembro de 2019.

As principais culturas plantadas no estado seguem sendo a soja e o milho, equivalentes a 98% de todos os grãos semeados no Paraná.

 

O predomínio da soja é evidente com 5,53 milhões dos seis milhões de hectares totais destinados para essa cultura. A produção esperada é de 20,4 milhões de toneladas, com uma queda de 1% em comparação ao registrado no último ciclo – 20,4 milhões de toneladas. Esse valor é o maior contabilizado em toda história da agricultura do estado.

Já o milho segue tendo maior competitividade a partir da segunda safra, com o milho verão tendo apenas 358,6 mil hectares destinados ao plantio, registando queda de 3% em relação ao ano passado.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários