Portal Alto Piquiri
Portal Alto Piquiri
Dengue
Tíade Corretorra
ACCEL CELULARES
Coronavirus
Sumup
Decoração
Dengue
El Mate
TEMPO

Confira onde chove e onde o calor continua no início da semana

Veja como ficam as condições em todas as regiões do Brasil nesta segunda e terça-feira

Agronegócio

AgronegócioNoticias agrícolas do Brasil e do mundo.

13/09/2020 20h02
Por: Redação
Fonte: Canal Rural
296
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Segunda-feira, 14

Sul

 

O dia começa com nevoeiros no Rio Grande do Sul, mas as instabilidades, levadas por ventos que sopram em níveis mais altos da troposfera, se espalham novamente por boa parte do estado. Há previsão de chuva forte com trovoadas na região central gaúcha e na serra, e também nas capitais Porto Alegre e Florianópolis.

As pancadas de chuva se espalham para quase todo o território de Santa Catarina e pelo sul e litoral do Paraná. Na faixa leste desses dois estados, a visibilidade fica restrita por nevoeiros no fim do dia.

O tempo estará muito quente e seco no oeste catarinense e no restante do Paraná. Na fronteira com o Uruguai, a chuva também cessa. Por fim, são esperadas rajadas de vento intensas, na casa de 70 km/h no litoral norte gaúcho e na costa de Santa Catarina.

 

 Sudeste

A passagem de uma frente fria e uma área de baixa pressão atmosférica na costa do Sudeste voltam a trazer instabilidades para a Região Metropolitana de São Paulo e para o litoral paulista e sul fluminense. A chuva começa à tarde em áreas mais próximas do mar, e à noite chega à capital paulista. Nessas áreas, há formação de nevoeiros por conta do aumento de umidade, que podem ser intensos na região da Serra do Mar.

Chove de forma isolada também no extremo leste de Minas Gerais e no norte do Espírito Santo. Nas demais áreas do Sudeste, nada muda e o tempo fica completamente firme, seco e muito quente.

 

Há ainda previsão de ventania, especialmente pela manhã e à noite, no leste e litoral paulista, Costa Verde (faixa do litoral sul do Rio de Janeiro ao norte do paulista) e Grande Rio, com ventos entre 60 e 70 km/h.

 Centro-Oeste

A semana começa sem mudanças na região, ou seja, com muito sol, calor e baixos índices de umidade relativa do ar, que podem atingir níveis considerados críticos à saúde nas horas mais quentes do dia.

 

Tudo isso ocorre por conta da presença de uma massa de ar seco que ainda predomina no Brasil central. Apesar de algumas nuvens se formarem em Mato Grosso do Sul, ainda não é desta vez que há previsão de chuva.

 Nordeste

A chuva é volumosa entre o litoral norte da Bahia e o estado de Sergipe, por conta do transporte de umidade que vem do mar. Há, inclusive, condição de chuva generalizada na região do Recôncavo Baiano.

Chove também em parte do litoral do Ceará, mas de forma rápida e isolada, concentrada no período da noite. Nessa área, ventos sopram com até 50 km/h.

O tempo firme se mantém no interior nordestino, com sol, calor e baixos índices de umidade relativa do ar.

 Norte

A região inicia a semana mais uma vez sem grandes mudanças no tempo. Chuva acompanhada de trovoadas ocorre principalmente no norte de Rondônia, Acre e Amazonas, incluindo as capitais desses estados.

Há condições para pancadas de chuva ainda em grande parte do Pará e no Amapá. O tempo é firme nas demais áreas da região Norte, com sol e bastante calor.

 Terça-feira, 15

Sul

Os temporais diminuem na região, mas ainda acontecem na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai, por causa de ventos que sopram em níveis mais altos da troposfera. Ventos úmidos trazem umidade e potencial para chuva fraca no leste de Santa Catarina e do Paraná, atingindo também a Região Metropolitana de Curitiba.

Já no restante do Paraná, de Santa Catarina e no norte do Rio Grande do Sul, o tempo fica firme. Os ventos sopram de forma constante e moderada ao longo do dia, com até 50 km/h no Paraná.

 Sudeste

Dia de muito vento em São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, com rajadas entre 40 e 50 km/h. Isso ocorre por conta de uma frente fria afastada no oceano e por uma área de baixa pressão atmosférica na costa.

O sistema também baixa as temperaturas nessas áreas, em relação aos dias anteriores. Já a umidade trazida provoca garoa ou chuva fraca e isolada no litoral paulista, na Região Metropolitana de São Paulo, no Vale do Paraíba e no Grande Rio. Chuvas também continuam no extremo norte do Espírito Santo.

Em outras áreas, o centro de uma massa de ar seco no interior do Sudeste ainda mantém o tempo firme.

 Centro-Oeste

Como ainda não há ruptura do atual bloqueio atmosférico no oceano Pacífico, o tempo não muda na região. Há apenas pouca variação de nuvens ao longo do dia e o ar segue bastante firme, seco e muito quente, favorável ao aumento de focos de calor, em todos os estados do Centro-Oeste.

 Nordeste

O interior da região continua sob o domínio do ar seco, e por isso a área não vê chuva há praticamente quatro meses. No interior da Bahia até há aumento da nebulosidade, mas que não está associada à chuva.

As instabilidades continuam concentradas na faixa leste do Nordeste, em especial sobre a região de Salvador, que recebe os maiores acumulados.

Norte

O ar seco e quente ainda domina o Tocantins, que não vê uma gota de água há quatro meses. Isso também acontece no centro e sul do Pará, sudeste do Amazonas e em Rondônia. Nas demais áreas do Norte, o tempo fica instável, com pancadas de chuva com trovoadas por causa de instabilidades tropicais.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários