Quinta, 28 de Janeiro de 2021
(44)9 8806-5594
PARANÁ PANDEMIA

Vídeo forte da secretaria de Saúde do Paraná chama a atenção dos 'cansados de isolamento'

O Paraná vive a pior fase do coronavírus, com alta de casos, mortes e colapso do sistema hospitalar. Tanto que o governo do Paraná instituiu o toque de recolher e que os servidores estaduais retornem para o trabalho remoto.

02/12/2020 18h15 Atualizada há 2 meses
968
Por: Redação Fonte: Redação Bem Paraná
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou, na tarde desta quarta (2) nas redes sociais um vídeo chamando a atenção de quem está cansado do isolamento. As imagens mostram é um paciente com Covid-19 de bruços em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). 

"Manter-se em isolamento domiciliar pode reduzir o risco de infecção pelo novo coronavírus. Sair de casa somente quando necessário e não receber visitas pode parecer entediante, mas é uma atitude necessária e eficiente para nos mantermos saudáveis neste difícil momento. Se você tem chance de escolher, fiquei em casa. Porque se for infectado e precisar de internamento, o isolamento será obrigatório. Cuide-se", diz o texto das postagens no Facebook e no Instagram. A Sesa também postou nas redes fotos de jovens internados com coronavírus.

O Paraná vive a pior fase do coronavírus, com alta de casos, mortes e colapso do sistema hospitalar. Tanto que o governo do Paraná instituiu o toque de recolher e que os servidores estaduais retornem para o trabalho remoto.  O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto explicou que a resolução busca conter a movimentação de pessoas durante o período noturno, especialmente dos mais jovens. A iniciativa, reforçou ele, é para evitar aglomerações em parques, bares, festas, casas noturnas e estabelecimentos do gênero. “A situação é muito grave. Precisamos deste toque de recolher para quebrar a velocidade de transmissão do vírus. E conscientizar as pessoas para que fiquem em casa. Quem pode, precisa respeitar o isolamento e o distanciamento social”, afirma o secretário. “É a medida para que possamos ter um Natal mais calmo. Neste momento o ritmo abertura de leitos no Estado, seja de UTI ou de enfermaria, não consegue mais acompanhar a velocidade dos casos”, acrescenta.

Beto Preto lembrou que houve um aumento de 23,9% na média móvel de casos e de 6,2% na média de óbitos nos últimos 14 dias no Paraná. Atualmente, de acordo com a Secretaria da Saúde, a equação aponta para 2.635 novas contaminações por dia e 24 mortes em decorrência do coronavírus. “É difícil falar para as pessoas permanecerem em casa depois de nove meses de pandemia. Mas precisamos com urgência tentar mais uma vez o isolamento social, uso de máscara e principalmente o distanciamento”, destaca. O novo decreto informa que “a expansão de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 já se encontra em seu último estágio, havendo falta de recursos humanos, insumos e equipamentos no atual panorama”.

O boletim epidemiológico da terça-feira (01), por exemplo, revelou mais 2.539 diagnósticos confirmados de Covid-19 e 61 óbitos em decorrência da doença. O boletim registra também 2.682 casos retroativos do período entre 05 de maio a 29 de novembro. Eles estavam em investigação, foram confirmados e automaticamente computados no sistema.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 282.645 casos e 6.160 mortes pelo novo coronavírus.

INTERNADOS – Nesta terça-feira são 1.083 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19. Destes, 790 ocupam leitos SUS (442 UTI e 348 em clínicos/enfermaria) e 293 da rede particular (81 UTI e 212 clínicos/enfermaria).

Há outros 1.536 pacientes internados, 524 em leitos UTI e 1.012 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto no Estado está em 84% e de enfermaria em 68%. A macrorregião Leste, que abriga a capital, região metropolitana e Litoral, apresenta 91% de ocupação em UTI e 67% em enfermaria. É a região paranaense que atravessa o momento mais delicado em relação a vagas em hospitais.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Especial Covid-19
Sobre Especial Covid-19
Página especial com informações e notícias da pandemia causada pelo novo coronavírus.
Alto Piquiri - PR
Atualizado às 06h23 - Fonte: Climatempo
20°
Muitas nuvens

Mín. 20° Máx. 28°

20° Sensação
17.1 km/h Vento
81.1% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (29/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (30/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias