Sumup
Coronavirus
ACCEL CELULARES
Portal Alto Piquiri
Portal Alto Piquiri
Padre Reginaldo Manzotti
Dengue
Decoração
El Mate
Dengue
Tíade Corretorra
São Miguel do Iguaçu

Vereadora acusada de chefiar esquema criminoso deverá usar tornozeleira

Organização é suspeita de praticar os crimes de peculato, falsidade ideológica, fraude a licitação e lavagem de dinheiro

19/12/2019 08h26Atualizado há 5 meses
Por: Portal Alto Piquiri
Fonte: Portal da Cidade Umuarama
292
(Foto:Divulgação/Câmara de Vereadores)
(Foto:Divulgação/Câmara de Vereadores)

A vereadora Flávia Dartora (Republicanos), de São Miguel do Iguaçu, foi afastada do cargo por seis meses e não receberá salário no período, conforme determinação judicial, além de passar a ser monitorada por tornozeleira eletrônica e ter que pagar multa de aproximadamente R$ 100 mil.

Segundo o Ministério Público (MP-PR), ela chefiava uma organização criminosa suspeita de peculato, falsidade ideológica, fraude a licitação e lavagem de dinheiro.

A vereadora e o marido teriam criado uma empresa composta por 'laranjas', contratada pela prefeitura no ano passado para prestar atendimento a crianças em situação de vulnerabilidade social.

Somente nesse ano teriam sido desviados cerca de R$ 120 mil. O marido da vereadora chegou a ser preso no curso das investigações, mas obteve um habeas corpus. Outras seis pessoas foram denunciadas criminalmente na operação, denominada W.O.