Sábado, 17 de Abril de 2021
(44)9 8806-5594
ESPORTES Cancêr na Medula

Ex-volante Gilmar Fubá morre aos 45 anos

O ex-jogador lutava contra um mieloma múltiplo desde 2016 e não resistiu.

16/03/2021 16h30
Por: Redação Fonte: Goal.com
Gilmar Fubá morreu aos 45 anos Foto: Divulgação/Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Gilmar Fubá morreu aos 45 anos Foto: Divulgação/Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Morreu nesta segunda-feira (15), aos 45 anos, o ex-volante Gilmar Fubá, nome marcante da história recente do Corinthians. Aposentado dos gramados desde 2011, ele lutava contra um mieloma múltiplo, uma espécie de câncer de medula óssea.

Nascido no bairro de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, Gilmar de Lima Nascimento, o Gilmar Fubá - que ganhou o apelido por ter recebido mamadeira de fubá da mãe na infância por falta de leite -, chegou ao Corinthians ainda nas categorias de base. Nascido no bairro de São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, sempre teve muita identificação pelo time que o revelou para o futebol.

"Volante incansável e superquerido", como foi definido pelo perfil oficial do Corinthians nas redes sociais, Fubá fez sua estreia pelo time profissional do Timão em 1996, apesar de integrar o elenco campeão paulista no ano seguinte. 

Com a camisa alvinegra, o ex-jogador ainda venceu mais um Estadual, dois Campeonatos Brasileiros, em 1998 e 1999 e o Mundial de Clubes de 2000, no qual ele se livrou de bater um pênalti na decisão contra o Vasco, como ele mesmo brincou. 

"Eu pensei, vou pedir um Eno (marca de antiácido) para o roupeiro e vou jogar na boca, vai começar a espumar minha boca, eu vou sair de ambulância e vou embora, bate o outro. Aí foi quando o Edmundo bateu, cara. Todo mundo me levantando, falando 'é campeão!', eu falei 'campeão é o caramba, ainda bem que eu não bati o pênalti", contou Fubá ao Resenha, da ESPN, sobre a possibilidade de ter que bater o sétimo pênalti na decisão.

Pelo Timão, o volante fez, ao todo, 131 jogos, tendo marcado quatro gols. Já no Corinthians, começou a sofrer muito com lesões, que o seguiram prejudicando por toda a carreira.

Após a passagem pelo Corinthians, Fubá passou uma temporada no Fluminense, em 2001. A seguir jogou por Rio Branco e Portuguesa Santista, antes de ir atuar fora do país. Defendeu o Schalke 04, da Alemanha, e Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul. Voltou ao Brasil, para o Criciúma e, em seguida, foi ao Al-Ahli, dos Emirados Árabes.

Em 2006, Gilmar retornou mais uma vez ao Brasil, onde defendeu times de menor expressão, como Noroeste, Red Bull Brasil e Santa Helena, antes de se aposentar em 2011.

Depois que pendurou as chuteiras, Fubá passou a integrar o time máster do Corinthians, que fazia partidas de exibição pelo país e também trabalhou nas categorias de base do Timão. Além disso, atuou na partida comemorativa que marcou a inauguração da Neo Química Arena, em 2014.

Além da carreira dentro de campo, Fubá ficou muito conhecido por suas resenhas. Cheio de histórias para contar, o ex-volante colecionou momentos que sempre compartilhou em entrevistas e, muito por isso, apesar de ser um personagem marcante na história do Corinthians, o ex-volante era muito querido por todos. 

Desde 2016 ele fazia tratamento contra o câncer, descoberto já em estágio avançado. O volante realizou sessões de quimioterapia e chegou a receber um transplante de medula, porém o problema acabou voltando neste ano. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Alto Piquiri - PR
Atualizado às 11h47 - Fonte: Climatempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 14° Máx. 31°

28° Sensação
5.8 km/h Vento
43.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (18/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 32°

Sol com algumas nuvens
Segunda (19/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias