Segunda, 29 de Novembro de 2021
26°

Pancada de chuva

Alto Piquiri - PR

BRASIL Crime Bárbaro

Policiais fazem comboio em homenagem a colega morto a facadas em SC

Filha e amiga são suspeitas de matar policial de 46 anos em São Miguel do Oeste. Cortejo saiu da Igreja Matriz por volta de 17h30 deste sábado.

17/10/2021 às 19h05
Por: Redação Fonte: g1 SC e NSC
Compartilhe:
Cortejo foi realizado na tarde de sábado em homenagem ao policial morto no Oeste de Santa Catarina — Foto: Cristian Lösch/ Portal Peperi
Cortejo foi realizado na tarde de sábado em homenagem ao policial morto no Oeste de Santa Catarina — Foto: Cristian Lösch/ Portal Peperi
Policiais realizaram na tarde deste sábado (16) uma carreata em homenagem ao agente da Polícia Civil, de 46 anos, que foi encontrado morto a facadas em São Miguel do Oeste, no Oeste catarinense. A filha e a amiga foram apreendidas suspeitas do crime, segundo a polícia.
De acordo com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), elas têm 12 e 13 anos, e estão no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Chapecó.No comboio, as viaturas estavam com as sirenes ligadas e com faixas escrito "luto".
O ato ocorreu por volta das 17h30 e saiu da cripta na Igreja Matriz e seguiu para o Cemitério Municipal.A vítima trabalhava há 25 anos na Polícia Civil e atualmente atuava como responsável pelo setor de alvarás da Delegacia Regional de Polícia de São Miguel do Oeste e pela delegacia do município de Paraíso, que fica na mesma região.
Cortejo ocorreu em São Miguel do Oeste — Foto: Cristian Lösch/ Portal Peperi
Sobre o crime
O corpo do policial foi encontrado em casa com perfurações provocadas por golpes de faca, na noite de sexta-feira (15), no bairro Agostini.
Após diligências, a equipe da Diretoria de Investigação Criminal (DIC) apurou que o ataque teria sido planejado. Segundo a Polícia Civil, a filha e a amiga confirmaram a autoria do crime, após apresentação das evidências levantadas na investigação.
As adolescentes foram apreendidas neste sábado e encaminhadas para a Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso, e o caso foi remetido ao Poder Judiciário.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias