Segunda, 29 de Novembro de 2021
25°

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

POLÍTICA Eleições 2020

Milena do Valtinho (PSDB) vence eleição suplementar de Francisco Alves e é eleita a prefeita mais jovem do Paraná

Eleita é filha do prefeito reeleito em 2020, que teve candidatura impugnada. Nova prefeita tem 23 anos e recebeu 49,35% dos votos válidos.

07/11/2021 às 19h12
Por: Redação Fonte: G1 PR
Compartilhe:
Milena do Valtinho, de 23 anos, foi eleita prefeita de Francisco Alves — Foto: Rildo Herrera/RPC
Milena do Valtinho, de 23 anos, foi eleita prefeita de Francisco Alves — Foto: Rildo Herrera/RPC

Milena do Valtinho (PSDB) venceu a eleição suplementar de Francisco Alves, no noroeste do Paraná, realizada neste domingo (7).

Com a vitória, Milena, de 23 anos, se tornou a prefeita mais jovem do Paraná na atual legislatura, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Ela recebeu 2.096 votos, o que representa 49,35% dos votos válidos.

O candidato Cabelo do Povão (PRB), que é presidente da Câmara Municipal e estava como prefeito em exercício do município, ficou em segundo na votação, com 1.942 votos. Em terceiro, Valdir Perereca (PTB) recebeu 209 votos.

Eleição de 2020

O município passou por novas eleições porque a candidatura de Valtinho (PSDB), que era prefeito até 2020 e foi reeleito como o único candidato ao cargo, foi impugnada pela Justiça Eleitoral.

Milena, eleita neste domingo, é filha de Valtinho.

De acordo com o Ministério Público Eleitoral, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) rejeitou a prestação de contas apresentada por ele, que presidia o Consórcio Intermunicipal para a Conservação da Biodiversidade da Bacia do Rio Xambrê de Iporã.

O TCE-PR apontou que ele não prestou contas referentes ao período que atuou no consórcio.

Valtinho não chegou a assumir o mandato após a eleição. Depois de ter a candidatura indeferida, ele entrou com recurso, mas não houve acolhimento do pedido.

Clique aqui para receber as notícias do Portal Alto Piquiri em Tempo Real através do WhatsApp

Desde janeiro, quem está no cargo de prefeito é o presidente da Câmara Municipal.

O ex-prefeito de Francisco Alves disse que aceitou a definição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), justificou que a questão com o consórcio ocorreu porque houve um atraso na entrega dos documentos e que não teve nenhum prejuízo aos cofres públicos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias