Terça, 24 de Maio de 2022
27°

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

ECONOMIA Combustivel

Preços da gasolina e do etanol voltam a cair nos postos

Segundo o levantamento essa é primeira queda desde o mês de abril deste ano, último período de baixa, em que os combustíveis custavam R$ 5,699 e R$ 4,565 respectivamente.

22/12/2021 às 05h51
Por: Redação Fonte: Canal Rural
Compartilhe:
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Os preços da gasolina e do etanol ficaram mais baratos nas primeiras semanas de dezembro, segundo levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Segundo o levantamento essa é primeira queda desde o mês de abril deste ano, último período de baixa, em que os combustíveis custavam R$ 5,699 e R$ 4,565 respectivamente. Com valor médio de R$ 6,915 a gasolina ficou 0,16% mais barata para os motoristas brasileiros, se comparado ao fechamento de novembro, quando o valor era de R$ 6,926. Já o etanol, que está custando R$ 5,843, ficou 0,17% mais barato em relação ao mês anterior, que custava R$5,853. Na contramão desses resultados, a região Norte foi a única que não apresentou baixa em nenhum combustível, mas sim, altas de 0,25% no preço da gasolina e de 1,18% no valor do etanol.

Clique aqui para receber as notícias do Portal Alto Piquiri em Tempo Real através do WhatsApp

“Considerando as altas consecutivas dos últimos meses, que chegaram a mais de 7%, tanto para a gasolina quanto para o etanol, temos um período de respiro no ritmo de alta, com um momento importante de pequena baixa nas médias de preços e que deve influenciar diretamente no bolso dos brasileiros, com exceção dos nortistas. Vale ressaltar que, exceto para o estado de Goiás, na relação 70/30 a gasolina continua sendo a opção mais vantajosa para os motoristas abastecerem, de acordo com o levantamento da Ticket Log”, explica Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Apesar de permanecer no topo do ranking da gasolina mais cara do Brasil (R$7,015), o Centro-Oeste teve o maior percentual de baixa entre as regiões brasileiras, de 0,64% em relação a novembro, quando o valor cobrado era de R$ 7,060. Já o Sul, continuou comercializando o preço médio mais barato para a gasolina, de R$ 6,757. E, diferentemente do mês anterior, em que a região Sul teve o maior percentual de aumento nesse aumento nesse combustível, neste início de mês registrou a segunda maior baixa do país, de 0,40%, com o litro passando de R$ 6,784 para R$ 6,757.

Bem como no fechamento de novembro, o maior preço médio para o etanol foi encontrado nos postos da região Sul, a R$ 6,245, ante R$6,280 de novembro, com queda de 0,56%, e terceira maior baixa entre as regiões. O Nordeste comercializou o litro mais barato para o etanol, a R$ 5,638, e registrou baixa de 0,25% se comparado ao mês anterior, que custou R$ 5,652. Entre todas as regiões brasileiras, o Sudeste se destacou com a maior redução no valor do etanol, de 2,82%, passando de R$ 5,885 para R$ 5,719. O Centro-Oeste também teve uma baixa considerável de 1,24%, passando de R$ 5,736 para R$ 5,665.

No recorte por estado, o Rio Janeiro registrou a gasolina mais cara do país, assim como no fechamento de novembro, porém com redução de 0,31% – passando de R$ 7,333 para R$ 7,307. Na análise por estado, houve acréscimos no valor dos combustíveis e a gasolina que registrou o maior aumento foi a da Bahia, de 1,23%, passando de R$ 6,833 para R$ 6,917. O menor preço médio do combustível foi encontrado no Amapá, por R$ 6,403, queda de 0,77% ante R$ 6,453 de novembro. Já a maior redução foi a do Rio Grande do Norte, de 3,02%, que passou de R$ 7,149 para R$ 6,933.

 

Ainda sobre o recorte por estado, o Rio Grande do Sul apresentou o maior valor médio por litro para o etanol, passando de R$ 6,974 para R$ 7,024, alta de 0,72%. Roraima registrou o maior aumento para o combustível, de 3,49%, passando de R$ 6,184 para R$ 6,400. Além de ter o menor valor médio para o etanol entre os estados, São Paulo também apresentou a maior redução em relação a novembro, de 3,11%, passando de R$ 5,302 para R$ 5,137.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias