Tíade Corretorra
Coronavirus
Portal Alto Piquiri
El Mate
Dengue
Sumup
Dengue
Decoração
ACCEL CELULARES
Portal Alto Piquiri
Padre Reginaldo Manzotti
Brasil

Justiça suspende venda de sabão em pó que fabricante afirma ‘eliminar vírus’

De acordo com a decisão da Justiça de São Paulo, não existe comprovação científica do fato.

14/06/2020 11h14Atualizado há 4 semanas
Por: Administrador
Fonte: Estadão Conteúdo
154
Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

A 2ª Vara Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem determinou nesta quinta-feira, 11, que a Química Amparo Ltda, fabricante do sabão em pó Tixan-Ypê, suspenda a comercialização do produto e recolha das lojas as unidades que estão no mercado, por dar a entender que o mesmo teria eficácia contra o novo coronavírus.

De acordo com a decisão da Justiça de São Paulo, não existe comprovação científica do fato.

A ação foi movida pela Unilever, fabricante da marca Omo, que alegou concorrência desleal pois a publicidade rival teria a capacidade de alardear os consumidores, e também iria de encontro às recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A embalagem do produto em questão possui uma arte chamativa com um texto dizendo que o sabão "combate e mata o vírus".

"Toda e qualquer pessoa, menos ou mais esclarecida, exceto um especialista em vírus, ao avistar a embalagem nas gôndolas dos supermercados, imediatamente fará associação da propaganda ao combate do coronavírus. Não vejo como não vincular a figura de um vírus e a expressão ‘o vírus’ a outra coisa que não seja o coronavírus SARS-CoV-2", destacou no processo a juíza Renata Mota Maciel.