Dengue
Decoração
Coronavirus
ACCEL CELULARES
Portal Alto Piquiri
Portal Alto Piquiri
El Mate
Dengue
Padre Reginaldo Manzotti
Sumup
Tíade Corretorra
PANDEMIA

Curitiba e Paraná têm dia de recordes de casos e mortes

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde indica um total de 10.557 pessoas infectadas no Paraná e 364 óbitos.

Especial Covid-19

Especial Covid-19Página especial com informações e notícias da pandemia causada pelo novo coronavírus.

17/06/2020 09h06
Por: Administrador
Fonte: Bem Paraná
94
Números preocupam a saúde, que deve tomar medidas mais duras (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)
Números preocupam a saúde, que deve tomar medidas mais duras (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Esta terça-feira (16) foi um dia de números dramáticos na saúde. Tanto Curitiba quanto o Estado registraram números recordes de novos casos confirmados e óbitos pela Covid-19 em seus boletins. Curitiba confirmou 510 novos casos e seis mortes. Desde o começo da pandemia, apenas uma vez a cidade havia registrado mais de 100 casos. O Paraná divulgou 841 novos diagnósticos positivos de infectados pelo novo coronavírus — 34% a mais que o recorde para um único dia até então — e 30 óbitos decorrentes de complicações da doença — outro recorde.

Com esses números crescentes, autoridades da saúde fazem alertas e adiantam que se a curva ascendente persistir nos próximos dias, medidas mais rigorosas podem ser tomadas. Nesta terça, o Governo do Paraná estaria estudando endurecer as regras novamente. A Secretaria de Estado da Saúde deve se manifestar ainda nesta semana sobre o funcionamento dos setores considerados não essenciais.

Em Curitiba, a taxa de ocupação de UTIs SUS para Covid-19 atingiu ontem a maior marca desde o início da pandemia: 85%, contra 75% na segunda-feira. Ao anunciar estes números durante live do boletim diário de Curitiba, médica infectologista Marion Burger, do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, disse que se o ritmo de casos graves seguir em alta, em duas semanas vão faltar leitos de UTI na Capital.

Números

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde indica um total de 10.557 pessoas infectadas no Paraná e 364 óbitos. Os recordes anteriores de casos e óbitos num mesmo dia ocorreram na semana passada. No dia 10 de junho foram 22 óbitos e no dia 11 de junho 627 casos. No dia 13 de junho foram 533 casos e 18 óbitos, os segundos registros mais altos até então.

Em Curitiba, o aumento substancial de casos confirmados tem a ver com testes que vinham represados. Foram 428 testes ambulatoriais que tiveram os resultados disponibilizados em bloco.

A preocupação de Marion é com os 82 resultados que são da rotina diária do sistema e que dobrou nas últimas 24 horas, demonstrando uma curva ascendente da infecção em moradores da capital. O número de óbitos de ontem também foi o maior já registrado, totalizando 89 confirmados para Covid-19.

Confirmações sobem cinco vezes na Capital e assustam a saúde

Os dados divulgados no boletim da Covid-19 de ontem mostram um agravamento da pandemia em Curitiba, segundo a médica infectologista Marion Burger. De acordo com os dados da Secretaria Municipal da Saúde, o número de casos confirmados de Covid-19 na capital cresceu cinco vezes, quando comparado ao registrado até o final de maio.

Entre 11 de março e 28 de maio, foram 14 confirmações diárias, em média. Com as confirmações desta terça, a média registrada passou para 67 casos por dia, contando o período a partir de 29 de maio – quase cinco vezes mais.

Esse cenário reforça a importância das medidas apontadas no Decreto 774, válido desde segunda-feira, que aumentou as restrições para alguns setores geradores de aglomeração de pessoas – e portanto com maior potencial de transmissão do vírus.

O diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, Alcides Oliveira, explica que esse aumento tem influência direta na ocupação de leitos hospitalares e nas mortes por Covid-19. “Quanto mais doentes, maior a pressão sobre a rede de saúde”.

Brasil tem 45,2 mil mortes e 923,2 mil casos

O Brasil confirmou mais 1.282 mortes pela Covid-19, conforme atualização divulgada ontem pelo Ministério da Saúde. Com isso, o país chegou a 45.241 óbitos em função da pandemia do novo coronavírus. O balanço contabiliza também 34.918 novos casos da doença, totalizando 923.189.