Sexta, 20 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

ESPORTE Serie B

Ex-athleticano sofre pênalti e ajuda Avaí a vencer Coritiba em Floripa

Bissoli fez um dos gols do triunfo catarinense sobre o Verdão.

10/05/2022 às 05h17 Atualizada em 10/05/2022 às 05h24
Por: Redação Fonte: Banda B
Compartilhe:
Fabrício Daniel foi titular pela primeira vez na Ressacada. Foto: Felipe Dalke/Coritiba
Fabrício Daniel foi titular pela primeira vez na Ressacada. Foto: Felipe Dalke/Coritiba

O desejo da vice-liderança do Coritiba no Brasileirão teve de ser adiado. Na noite desta segunda-feira (9), o Coxa acabou derrotado, de virada, por 2 a 1 para o Avaí no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, em jogo que fechou a quinta rodada da competição. Melhor para o Leão da Ilha, que tem o seu melhor início da história na Série A.

Com a vitória, o time catarinense subiu para a terceira posição, com os mesmos dez pontos do vice-líder Santos, e a dois do líder Corinthians. Já o Alviverde fica estacionado nos sete pontos e é o décimo colocado. Foi a segunda derrota em três jogos longe do Estádio Couto Pereira, onde o Verdão tem 100% de aproveitamento.

Clique aqui para receber as notícias do Portal Alto Piquiri em Tempo Real através do WhatsApp

 

O Leão da Ilha também somou todos os pontos disputados na Ressacada. E desde os primeiros movimentos pressionou o Coxa, que teve poucos momentos de lucidez ao longo dos 90 minutos. Ainda assim, em termos de chances claras de gol a partida foi parelha, pelo menos até a abertura do marcador, com o atacante Igor Paixão.

Todavia, o Avaí em nenhum momento diminui o ritmo e, em dois lances de velocidade, dois pênaltis foram marcados – um deles em cima do atacante Bissoli, emprestado pelo Athletico. E ambos foram convertidos, um por ele mesmo, e outro pelo experiente Muriqui. Nos minutos finais, o Verdão pressionou, mas não conseguiu o empate.

Agora a equipe do técnico Gustavo Morínigo volta às suas atenções para o jogo de volta da Copa do Brasil, contra o Santos, nesta quinta-feira (12), às 21h30, na Vila Belmiro. Na ida, o Coxa venceu por 1 a 0 no Alto da Glória. Pelo Brasileirão, o Alviverde retorna a campo diante do América-MG, no próximo domingo (15), em Curitiba.

Goleiros são as estrelas do primeiro tempo

Assim como o Coritiba no Couto Pereira, o Avaí tinha 100% de aproveitamento na sua casa, a Ressacada, antes da bola rolar. Apoiado pela sua torcida, a equipe da casa não perdeu tempo desde os primeiros movimentos, tendo mais posse de bola e pressionando muito a saída de bola coxa-branca.

O lado esquerdo da defesa do Verdão, com a presença do lateral Egídio nesta partida, foi muito utilizado, com o ala direito Kevin e o meia-atacante Morato caindo muito pelo setor. Mas quem teve a melhor chance inicial de anotar foi o Alviverde. Em trama iniciada por Léo Gamalho, a bola terminou com Robinho que, na cara do gol, chutou em cima do goleiro Douglas.

O Avaí tentou responder rapidamente, porém os visitantes se defendiam bem. E quando a defesa falhava, cabia ao goleiro Muralha fazer o seu papel muito bem. Foi assim aos 11, quando a zaga perdeu de cabeça e o camisa 23 coritibano salvou a pátria. Ou quando, aos 18 minutos, Egídio fez uma assistência ao adversário e o arqueiro parou forte chute de Muriqui.

Aos 28, Morato balançou sobre a marcação e mandou uma bomba, mais uma vez defendida por Muralha. Depois disso, o Coritiba só teve uma única chance, quando Andrey arriscou e Douglas afastou o perigo. Os avaianos mantiveram o domínio, mas sem lances mais agudos de gol. Para os visitantes, a partida parecia perigosa até ali.

Paixão balança as redes catarinenses

Sem alterações, os mesmos times de Avaí e Coritiba voltaram para o segundo tempo. E aos quatro minutos, Muralha voltou a salvar o Verdão, depois de tabela entre Bissoli e Morato, que chutou forte e rasteiro. No lance seguinte, o Coxa chegou lá. Andrey iniciou lance e Egídio, acionado pela esquerda, bateu rasteiro. Douglas deu rebote em cima de Igor Paixão, que anotou.

 

 

 

 

 

O Leão da Ilha não sentiu o gol e três minutos depois acertou a trave de Muralha, em arremate de Muriqui. E ele queria jogo. Aos 14, em bola enfiada por Jean Pyerre, que acabara de entrar, ele acabou atropelado por Egídio. O árbitro não teve dúvidas e anotou a penalidade máxima. Na cobrança, Bissoli mandou no meio do gol, como nos tempos de Athletico, e empatou o jogo.

 

 

 

 

 

Apesar do gol avaiano, o Coxa bem que poderia ter feito o segundo em seguida, mas a bola arrematada por Paixão em lance iniciado por Alef Manga, que havia entrado no lugar de Fabrício Daniel, mas a pelota se perdeu pela linha de fundo. Eram 23 minutos. No ataque seguinte dos catarinenses, outro pênalti.

Bissoli tabelou com Morato, entrou na área e acabou caindo em choque com Henrique. Mais um pênalti acabou marcado e, na cobrança, Muriqui decretou a virada dos donos da casa. Morínigo fez várias alterações, o Alviverde fez uma pressão final, mas o empate não saiu. Os ânimos ainda se acirraram antes do apito final, mas os três pontos ficaram com o Leão da Ilha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias