Sexta, 20 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

MUNDO Tecnologia

Empresa da Austrália apresenta tecnologia de pintura em rodovias que brilha no escuro

Com isso, o motorista que dirige à noite passa a ter mais noção de profundidade, de ângulo de curvas e dos próprios limites das rodovias.

12/05/2022 às 05h50
Por: Redação Fonte: Blog do Caminhoneiro
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
A segurança rodoviária é uma questão essencial no mundo inteiro. Centenas de empresas trabalham todos os anos para inovar e apresentar soluções que, no final das contas, sirvam para salvar vidas. E a empresa australiana Tarmac Linemarking, junto com a OmniGrip e Vic Roads apresentaram uma solução que facilita muito a vida de quem dirige à noite.
As empresas realizaram em conjunto o desenvolvimento de um tinta para pintura das faixas das rodovias, que, durante a noite, apresenta fotoluminescência. Ou seja, depois de passar o dia todo sob a luz do sol, os elementos da tinta emitem uma luz esverdeada durante à noite, um fenômeno semelhante ao de alguns tipos de brinquedos que brilham no escuro.

Clique aqui para receber as notícias do Portal Alto Piquiri em Tempo Real através do WhatsApp

Com isso, o motorista que dirige à noite passa a ter mais noção de profundidade, de ângulo de curvas e dos próprios limites das rodovias. Durante à noite, a visão humana perde muito de sua eficiência, exclusivamente pela falta de luz.
O produto desenvolvido pelas empresas é aplicado com um sistema a quente, e a durabilidade é bastante alta, já que a camada aplicada tem alguns milímetros de espessura e grande resistência mecânica.
A empresa também destaca que, além de rodovias, a tinta especial poderá ser usada em faixas de pedestres, ciclovias, cruzamentos e em outras aplicações que necessitem de mais segurança para o tráfego noturno.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias