Sexta, 20 de Maio de 2022

Poucas nuvens

Alto Piquiri - PR

TV E FAMOSOS Mostrou quem manda

Globo faz as pazes com Conmebol, passa a perna no SBT e rouba a Libertadores

Para recuperar os direitos, a Globo aceitou exibir os patrocinadores da Conmebol e mostrar a final única mesmo se ela não tivesse times brasileiros.

12/05/2022 às 21h27
Por: Redação Fonte: Notícias da TV
Compartilhe:
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução
Depois de uma guerra acirrada, tanto a Globo quanto o SBT vão transmitir os eventos da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) na TV aberta. Depois de "fazer as pazes" com a entidade, a Globo se deu melhor e levou a transmissão da Libertadores entre 2023 e 2026. Ela poderá mostrar até 25 jogos por ano. Já o SBT ficou com os direitos da Copa Sul-Americana, o segundo torneio mais importante, e vai passar 13 pelejas por temporada --em uma espécie de "prêmio de consolação" pelo trabalho feito nos últimos anos.
Segundo apuração do Notícias da TV, o resultado saiu nesta quinta-feira (12) após passar pelo conselho da entidade, chamado para validar as propostas enviadas pelas empresas interessadas no negócio. A licitação foi realizada pela agência FC Diez Media.
Na TV por assinatura, dois pacotes foram comercializados, e Disney e Paramount irão transmitir ambas as competições. A empresa do Mickey Mouse pegou o primeiro pacote. Com isso, o conglomerado de mídia ganha o direito de mostrar sozinha a final única em plataformas pagas. Ao mesmo tempo, ganha de "brinde" a exibição da Recopa Sul-Americana.
Já a segunda escolha de partidas ficou com a Paramount. Ela selecionará jogos exclusivos até a semifinal e poderá mostrar a final em videoteipe, se assim desejar. Além do Brasil, Disney e Paramount compraram os direitos da Libertadores para toda a América Latina. A entrada do braço da Viacom surpreendeu o mercado e foi revelada pelo Notícias da TV em primeira mão em 22 de abril.
Ainda foi vendido um pacote de melhores momentos e clipes especiais, negociado com o aplicativo OneFootball, que consiste em publicar os lances em tempo real antes de outras mídias sociais.
Na Sul-Americana, os direitos de TV por assinatura também ficaram com Disney e Paramount. A primeira terá a prioridade das escolhas dos jogos. Já a segunda fica com aquilo que a primeira não mostrar. Com a decisão, a Conmebol TV, canal pay-per-view feito em parceria entre Claro, Sky e Band, deverá ser descontinuada.
As mudanças na TV aberta
Em agosto de 2020, a Globo rescindiu um contrato de US$ 60 milhões (R$ 325 milhões, na cotação atual) pelos direitos de transmissão da Libertadores da América. Ela alegou não ter condições de arcar com o compromisso por causa da crise financeira vivida na época pelo auge da pandemia.
Irritada, a Conmebol processou a emissora e pediu uma compensação financeira por perdas e danos. Além disso, a Globo ficou impedida de comprar torneios realizados pela federação. A Copa América de 2021, por exemplo, que teve a Argentina como campeã, foi transmitida pelo SBT. A emissora de Silvio Santos assumiu o contrato que era da Globo na TV aberta na Libertadores.
Clique aqui para receber as notícias do Portal Alto Piquiri em Tempo Real através do WhatsApp
Já em outubro de 2021, a Conmebol e a Globo fizeram um acordo extrajudicial e voltaram a ser parceiras comerciais. A emissora vai pagar US$ 40 milhões (R$ 217 milhões, na cotação atual) em parcelas até 2023 como indenização pela quebra do vínculo. Porém, ela conseguiu retornar para a briga por direitos de eventos da entidade. Foi assim que entrou na licitação da Libertadores. Para recuperar os direitos, a Globo aceitou exibir os patrocinadores da Conmebol e mostrar a final única mesmo se ela não tivesse times brasileiros.
No caso do SBT, a compra da Sul-Americana assegura a manutenção de um torneio continental durante mais quatro anos. As duas últimas finais de Libertadores, que foram disputadas por times brasileiros, superaram a casa dos 30 pontos e venceram a Globo em todo o Brasil. O SBT não via números assim desde o início da década de 2000.
A Libertadores também havia marcado o retorno da emissora ao futebol regular, do qual estava fora desde 2003. Foram adquiridos ainda os direitos de torneios de clubes da Europa, como a Uefa Champions League, Europa League e Conference League. E criou-se os programas Arena SBT, com Benjamin Back; e SBT Sports, com Luiz Alano.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias